Pular para o conteúdo principal

Postagens

Recente

O CEGO E O LOUCO : REVELADORA DISSONÂNCIA ENTRE IRMÃOS

Você devia confiar a mim os seus problemas!! As pessoas que enxergam não sabem que as coisas mais importantes e decisivas na vida de um homem não podem ser vistas, então, em nada me atrasa ser cego!”...
Além das incursões literárias, Claudia Barral vem desenvolvendo um ofício autoral dramatúrgico, da Bahia, sua terra natal, para São Paulo, destacando-se, sobremaneira, por sua peça inicial O Cego e o Louco que lhe rendeu distinções, como uma elogiada versão roteirizada para a TV Cultura, em 2007.
Chegando, agora, aos palcos cariocas, na dúplice performance de Alexandre Lino e Daniel Dias da Silva, sob o comando direcional/conceptivo de Gustavo Wabner. Configurando-se, ainda, no repertório da Lunática Companhia de Teatro, como primeira peça nacional, depois de sólidos textos de autores hispano americanos da atualidade.
Na aparente simplicidade de uma linguagem direta e de substancial aporte cotidiano, a progressão dramática desta encenação vai desvendando um imanente conflito afetivo na…

Últimas postagens

A IRA DE NARCISO : UM PACTO DE MENTIRA SOB ALQUÍMICA VISCERALIDADE

13º PRÊMIO APTR – ASSOCIAÇÃO DE PRODUTORES DE TEATRO : INDICADOS 2018

RENATO VIEIRA CIA. DE DANÇA – MALDITOS : O COMPROMISSO IDEOLÓGICO NA CORPOREIDADE

7º PRÊMIO BOTEQUIM CULTURAL - INDICADOS 2º SEMESTRE 2018

PRÊMIO BRASIL MUSICAL: OS INDICADOS DA PRIMEIRA EDIÇÃO - 2018