Pular para o conteúdo principal

Postagens

Recente

A VIDA AO LADO: LÍQUIDOS EMBATES COTIDIANOS

Atravessamos a existencialidade, entre triunfos e amarguras, exaltações e derrotas, cercados literalmente por vidas de todos os lados. Como num palco, entrando e saindo pelas coxias, sucedem-se as performances dos variados personagens que compõe a trama comum desta nossa compartilhada comédia humana.
Cada dia uma nova história neste pequeno grande mundo de nossas relações que se cruzam com outras, arquitetando dramatúrgicamente o estranhamento ou o absurdo desta narrativa cotidiana.
Um tanto grotesca um tanto sórdida, entre assombramentos e surpresas, risível ou patética, lúdica ou trágica. E que vai se sucedendo, pouco a pouco, nos espaços da convivência urbana/residencial que dividimos ao compasso da dança das horas. Cada qual a cada vez representando seu próprio papel.
Como num suceder de flashes, retrato entre claros e escuros, demonstrado, com rara artesania, no caminho teatral arquitetado pela textualidade de A Vida Ao Lado, sob o tríplice ofício - autoral, performático e diretor…

Últimas postagens

LA TRAVIATA: APOSTANDO NA TRADIÇÃO

LTDA: DAS ARTES E OFÍCIOS DE UMA FÁBRICA DE MENTIRAS

ÓYEME CON LOS OJOS: FLAMENCO SOB FISICALIDADE ESPIRITUAL

12º PRÊMIO APTR : EM ANO DE RESISTÊNCIA, ENTRE SURPRESAS, OS VENCEDORES

A VIDA NÃO É UM MUSICAL: LÚDICA RELEITURA CRÍTICA

MARIA : INVENTÁRIO LÍRICO/MUSICAL DE TEMPOS NOSTÁLGICOS

UM BAILE DE MÁSCARAS : NAU LÍRICA PERDIDA NO ESPAÇO VIRTUAL

A MULHER DE BATH: INÓCUO ARQUÉTIPO DO DESEJO FEMININO

FAUNO: COM O OLHAR ARMADO NA CONTEMPORANEIDADE