Pular para o conteúdo principal

Postagens

Recente

DOIS AMORES E UM BICHO: OPORTUNO ALERTA EM TEMPO DE POUCA PAZ

A primeira particularidade, em mais uma  montagem de Dois Amores e um Bicho, está na oportuna encenação de um dos mais conceituados autores contemporâneos da Venezuela - Gustavo Ott .
Isto representa, ainda, uma necessária identificação pela  dramaturgia latino americana que, com exceção dos autores argentinos se expandindo bem entre nós, é tão rara em nossos palcos. 
Além de revelar um teatro com forte viés político/social, ao enfocar temas tão atuais e próximos de nossa realidade como a violência, a defesa da natureza e a homofobia, convivendo, lado a lado, com o descrédito total nas instituições políticas.
E que, na situação específica do país vizinho,  vem se agravando potencialmente desde o exílio voluntário do dramaturgo nos Estados Unidos, com a flagrante violação às noções mais básicas dos direitos humanos e do desrespeito à feliz convivência com os outros seres vivos.
Onde a visita dos pais, Pablo ( Lucas Gouvêa) e Karen (Adriana Seiffert) à filha Carol (Julie Wein), trabalhando…

Últimas postagens

SUASSUNA-O AUTO DO REINO DO SOL: FEÉRICA ÓPERA POPULAR

PRÊMIO BOTEQUIM CULTURAL DE TEATRO 6a EDIÇÃO

HAMLET: DE OLHAR ARMADO NA CONTEMPORANEIDADE

FAUNA: METAFÓRICO JOGO DA REPRESENTAÇÃO

NA BOCA DO CÃO: ARIOSO RESGATE PSICANALÍTICO

CINEQUANON: PERCURSO COREOGRÁFICO EM TEMPO DE CINEMA

SALINA:MÁGICO TEATRO DA ANCESTRALIDADE

JANIS: UM APAIXONADO TRIBUTO À REBELDIA

AS BONDOSAS : SOB PRANTOS RISÍVEIS